O som de alguém caindo aos pedaços

Dá para ouvir, no Youtube, algumas das fitas que a Judy Garland gravou. Ela queria escrever uma biografia, e por isso comprou um gravador. Pela voz dela, dá para imaginar que o aparelho só deveria ser ligado depois que acabava a segunda garrafa.

Alguns trechos são de partir o coração. Nesse daqui ela começa falando mal de jornalistas, e depois elogia o marido (provavelmente o quinto), que, segundo ela realmente a amava. Perto do fim dessa gravação, xinga o ex-marido e empresário e que levou seu dinheiro, e os advogados e juízes que, mancomunados, a separaram de seus filhos. “Eu sei bem como criar três crianças, e fiz isso bem!”

No fim ela ainda reclama dos fãs que escreviam para ela. E termina com uma frase: “Vão pro inferno, eu vou para a igreja todos os domingos!”.

A Judy Garland veio de uma família de artistas. O pai era um gay enrustido, a mãe era extremamente invejosa do talento da filha. Quando a garota se tornou uma estrela mirim, a mãe a fazia trabalhar incessantemente, e para isso, a viciou em anfetaminas.

Sem dinheiro, no fim da vida ela chegou a se apresentar por US$ 100. A atriz e cantora morreu pobre, com apenas 47 anos, mas parecia ter 67. A causa foi uma overdose.

Ela era – e ainda é – um ícone gay. Os protestos do bar Stonewall, em Nova Iorque, aconteceram nas primeiras horas do dia 28 de junho de 1969. A Garland tinha morrido no dia 27. O Rufus Wainright, um cantor muito talentoso e muito gay, é tão fã da Judy Garland que ele refez inteirinho o show dela em Londres. A apresentação, assim com as fitas dos monólogos da atriz, está disponível no Youtube.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s