Supermercados do mundo, fundi-vos

Poucas coisas são mais detestáveis do que o vocabulário corporativo. Acho que em nenhuma outra área se usam tantos eufemismos calhordas como no mundo dos negócios. Talvez na medicina.

A principal notícia do dia é que o Pão de Açúcar vai comprar a operação do Carrefour no Brasil e uma parte da empresa mundial. E tá lá a tal da “fusão”.

Alguém realmente acredita que Perdigão e a Sadia, Itaú e Unibanco, e, agora, Pão de Açúcar e Carrefour no Brasil, todos se “fundiram”? Sei. Imagino que juridicamente deve ser mais fácil sustentar uma “fusão” do que uma compra.

Além dessas, tem zilhões de outras expressões usadas para dizer algo desagradável de uma maneira menos desagradável. Algumas delas:

Factoring: agiotagem. Gosto muito da expressão em Inglês para agiotagem, “Loan Shark”, algo como tubarão do empréstimo.

“Elisão fiscal”: cavar alguma desculpinha na legislação para pagar menos imposto.

“Trabalho de equipe”: essa é especialmente traiçoeira. Quando alguém usa, pode-se cogitar a hipótese de que vai te mandar fazer alguma tarefinha ingrata pelo bem “do time”.

Sinergia: termo usado nas “fusões” para se referir aos ganhos de unir as operações. Ou seja, demissões.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s