A cauda longa da maconha

Eram comuns palestras de gente de revistas ou jornais na faculdade de jornalismo. Como havia poucos professores que ainda trabalhavam em redações, essa era uma maneira de aproximar os alunos do mercado. Uma vez foram dois caras da “Superinteressante”.

Eles contaram que a revista tinha duas pautas para garantir um bom desempenho nas bancas. A vice campeã era “mitos e verdades sobre Jesus”. E a grande vencedora era “mitos e verdades sobre a maconha”. De tempos em tempos eles reciclavam essas ideias para uma nova capa. E brincaram dizendo que um dia fariam uma edição “histórica” com a capa “Jesus fumou maconha?”.

Agora, pelo jeito, isso é notório.

(PS: só para contar uma outra história de cauda longa que “vi” acontecer. Uma turma de amigos do ano anterior ao meu fez um site sobre cultura pop. Um deles escreveu um texto que dizia que temas espíritas vendiam bastante. As “evidências” eram Ghost, que fez um sucesso estrondoso no Brasiu por anos, e algumas novelas. Isso foi em 2002.)

Deixe um comentário

Arquivado em Maconha

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s