O momento da publicação

Christopher Hitchens, James Fenton e o Martins Amis. Foto de 1980.

Estou lendo a autobiografia do Christopher Hitchens, Hitch22. Imagina só como é difícil começar a escrever uma autobiografia. O escritor deve pensar nos inimigos o chamando de cabotino para baixo. Por isso, é bom ter alguma “desculpa” para as memórias. A Patti Smith se saiu com a “promessa” que fez ao Robert Mapplethorpe para contar para o mundo o que os dois viveram. O jornalista inglês teve “sorte”. Ele abriu uma revista do National Portrait Gallery e vi uma foto dele mesmo com os amigos Martin Amis e James Fenton. A legenda falava em “the late Christopher Hitchens”. É, com quase toda a certeza, essa foto aí do alto. Ótima justificativa para começar Hitch22.

Ele fala de outros casos de pessoas que leram sobre o próprio falecimento. O Mark Twain leu o próprio obituário e declarou que a reportagem era um exagero. Com o comediante Bob Hope aconteceu duas vezes. Ele também cita notas prematuras sobre as mortes do Paul McCartney, do papa João Paulo (o primeiro), do Gabriel Garcia Marquez e do Harold Pinter.

Desfeito o erro, o Christopher Hitchens faz uma digressão e imagina que em algum lugar já exista um obituário sobre ele esperando o momento da publicação. O próprio Hitchens se diz incapaz de escrever a nota de falecimento de alguém que ainda vive. E daí ele conta a melhor história do livro até agora, que vou reproduzir integralmente:

Stephen Spender was staying with W.H Auden when the latter received an invitation from the Times asking him to write Spender’s obituary. He told him as much at the breakfest table, asking roguishly, ‘Should you like anything said?’ Spender judged that this would not be the moment to tell Auden that he had already written his obituary for the same editor at the same paper.”

Coincidência, o W. H. Auden (à esquerda) escreveu Funeral Blues - aquele famoso poema de velório "he was my north, my south, my east and my west. He was my working week and my sunday rest").

Deixe um comentário

Arquivado em Christopher Hitchens, Folha de S. Paulo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s