Panamérica de áfricas utópicas

Vai vendo, banqueiro é tudo safado. O Estadão de hoje traz uma matéria sobre uma nova regra contábil que os bancos vão ter que seguir em 2012. Eles não vão poder declarar um lucro que não vão ter.

O lance é assim. Imagine que você é um banco. Uma parte significativa da sua renda vem de quanto você recebe pelos empréstimos que concedeu. Ter uma carteira de empréstimos vale uma grana. Por isso que os endividados tentam trocar de banco (um outro banco pode querer explorá-los um pouco menos).

Você, banco, pode precisar de dinheiro, e vender essa sua carteira de empréstimos. Até aí, normal, nada errado. Agora que vem o canhestro.

Suponha-se você um banco que irá comprar essa carteira de empréstimos. Seu colega, o outro banco, talvez menor, talvez precise de dinheiro. Talvez esteja demasiadamente exposto a um risco. Não interessa. Você resolve que vale a pena. E compra a carteira de empréstimos do outro banco. Ou seja, você compra dinheiro que ainda vai chegar, pingadinho, aos poucos, juros mais principal.

Como contabilizar esse dinheiro? Você faz assim: traz tudo para valor presente usando taxa de juros. A diferença entre esse valor e o que você pagou ao seu banco colega é o seu lucro.

Acontece que pode ser que não chegue tudo. Por quê? Porque os endividados podem pagar antes o principal, e você vai deixar de receber juros. Porque pode ser que os endividados simplesmente não paguem (um calote na dívida). Pode ser que eles morram e não deixem herdeiros.

Talvez você receba apenas 95% daquilo que esperava. Talvez receba 90%. Talvez receba menos do que isso. Não importa. O que importa é que você declarou um lucro inexistente. E publicou no seu balanço. E agora? Você deveria declarar um prejuízo. Mas ah! É chato declarar um prejuízo. Não pega tão bem no Clube Harmonia como declarar um lucro.

E mais, já que você vai receber esse dinheiro, por que não reemprestá-lo? (pegar o que um devedor paga de juros e principal e fazer um outro empréstimo. Afinal, é assim que você faz dinheiro, emprestando dinheiro).

Parece absurdo que seja possível declarar um lucro de antemão, sem ter certeza de que se irá receber. E é um absurdo. Pelo menos agora vai ser proibido. Agora? Agora não. Só em 2012.

“Ôpa, sem querer, nós, legisladores, deixamos homicídio de fora do código penal! E agora? Bem, vamos incluir homicídio. Mas o lobby dos assassinos é muito forte. Vamos deixar isso para 2012!”.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s