Todo mundo precisa de um relações públicas

Vocês viram a molecada homofóbica que atacou na Paulista, certo? Sabem que são cinco, um deles de 19 e os outros menores de 16. E vocês sabem quem é a Mayara Petruso, a paulista que escreveu mensagens preconceituosas contra nordestinos no Twitter. Até ontem ninguém sabia quem eram.

Acabei de ler uma nota muito curiosa na Wired que me fez pensar imediatamente nesses cretinos que mencionei acima. A ideia da Wired é que hoje todos podem ter uma “crise” de opinião, um momento em que precisam se desculpar publicamente por uma tuitada estúpida ou por ter sido flagrado fazendo alguma bobagem por alguma das milhares de câmeras de segurança que existem pela cidade. Depois é preciso ficar na miúda, para voltar a viver discretamente. Os exemplos da nota são uma inglesa velha que jogou um gato no lixo e uma garota de capuz vermelho que jogou um saco com cachorros num rio. Acho que os daqui de São Paulo são mais emblemáticos.

PS: Não acho que a Mayara Petruso e os deliquentes da Paulista sejam gente comum. Eles são sociopatas (uma amiga minha os definiu bem: uns cretinos saídos de Laranja Mecânica) e ela é, no mínimo, para ser gente boa com ela, muito burra. Mas a ideia da Wired é que esses casos em que nomes de pessoas anônimas viram conhecidos de todos estão mais frequentes. Está tão certa que aqui no Brasil foram dois casos num período curto de tempo.

Deixe um comentário

Arquivado em Twitter, Wired

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s