Hasta la vista, baby

O talk of town é a seleção do Dunga, que não empolga. O técnico, aparentemente, carrega uma personalidade difícil, confrontadora, rancorosa. Muita gente se lembra da hora em que ele ergueu a taça da Copa, em 94. Foi um berro, “puta que o pariu”. Também me lembro disso, mas a imagem mais reveladora do Dunga, pra mim, foi na Copa de 98. Fora do campo. Num dia de folga. Os jogadores não precisavam treinar, e muitos deles tinham ido encontrar as famílias em casas alugadas. O Dunga não tinha levado a família. Foi andar pela cidade, sozinho. Não tinha o que fazer e não se interessava por muita coisa. A equipe de TV pegou ele jogando fliperama. O jogo era do Exterminador do Futuro 2, e no fim da matéria o Dunga virava para a câmera e dizia “hasta la vista, baby”. Era deprimente. Mesmo, não é uma figura de linguagem, era deprimente. Vi a reportagem ao lado da minha mãe, que soltou um “coitado” no fim.

1 comentário

Arquivado em Dunga, Futebol, Uncategorized

Uma resposta para “Hasta la vista, baby

  1. Domenica

    Ih, já vi que dessa vez não será apenas sua momis que dirá ‘coitado’ ao Dunga…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s