Outrage

Peguei o link no Twitter dessa história de um ativista anti-gay ter sido flagrado com um michê. Bem engraçada. Pela foto, o cara tem um baita jeito de viado enrustido mesmo.

Há um tempo lançaram um documentário chamado Outrage. Outrage mostra como políticos americanos publicamente anti-gays são, na verdade, enrustidos. Tem uns momentos engraçados. Uns republicanos que fazem a linha Tradição Família Propriedade em atividades muito suspeitas garantem umas risadas.

Mas não foram esses momentos engraçados que chamaram minha atenção. O que achei estranho é a maneira politizada como os gays ativistas tratam a questão de se declarar gay. Para o cineasta, sair do armário é uma decisão política, acima de tudo. É paradoxal que uma questão tão íntima seja colocado de uma maneira tão pública. A ideia é que se todos fizerem isso, toda a humanidade vai ter algum amigo/parente gay e a discriminação terminaria. No filme, isso sai da boca do Harvey Milk. Engraçado, acho que no Brasil ninguém pensa assim. É um dos poucos aspectos da relação entre as esferas pública e privada que a gente costuma marcar uma distinção muito forte.

No caso do Kassab foi assim. Muita gente acha que ele tem um jeitinho um pouco suspeito. Mas a ideia é que isso é essencialmente problema dele. Quando alguém tentou trazer isso à tona, esse alguém foi bastante censurado.

Deixe um comentário

Arquivado em Documentário, Kassab, Política, Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s